quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Sofia Ribeiro com ou sem Photoshop?



Sofia Ribeiro, que ainda este mês partilhou com Pedro Martín a capa da Men's Health, publicou, na sua página de Facebook, uma montagem com o antes e o depois da imagem escolhida para capa da publicação. A ideia era perceber o que os seus seguidores achavam dos retoques de Photoshop.

«Descubra as diferenças», escreveu a actriz como legenda da montagem. «Quando era mais miúda adorava fazer estes jogos, passava horas nisto! A primeira foto tem tratamento de imagem (Photoshop) a segunda é a original. O que vos parece, exagerado ou aceitável? São várias as opiniões sobre o Photoshop, a minha é que ajuda mas não faz, nem deve fazer milagres. Sendo bem usado, sem exageros, no sentido de realçar de forma natural o que já existe, sem "enganar" as pessoas com o ar de bonecas de plástico, onde a pele não tem uma única falha e como sabemos ninguém é assim, por mais cuidado que tenha. Se for bem usado porque não? Qual a vossa opinião?»

Já é possível comprar amigos imaginários



Quer comprar um amigo imaginário? Basta aceder ao eBay. O mais popular site de leilões do mundo tem actualmente à venda dois, Sticks e Stones, com um valor mínimo de licitação de 100 dólares. O vendedor até diz que só se quer livrar deles porque a namorada o deixa se os mantiver.

No entanto, por mais cinquenta dólares, pode adquirir James, outro amigo imaginário que, segundo o vendedor, «é muito esperto e gosta de discutir política». E existe ainda Bernard, amigo imaginário de Georgia Horrocks, que até publicou, no anúncio, uma foto com ele, apresentada acima.

Estas bizarras vendas têm aumentado nos últimos tempos, e, por estranho que pareça, há quem morda o isco. Em 2007, um amigo imaginário foi vendido por 2.750 (não-imaginários) dólares.

Equipa goleada por 8-0 quer reembolsar os adeptos



O Sunderland sofreu, no passado fim-de-semana, uma humilhante derrota por 8-0 frente ao Southampton, numa partida a contar para a primeira liga inglesa de futebol. Ainda há muito campeonato pela frente, mas o guarda-redes derrotado, Vito Mannone, não se conforma com o resultado e quer reembolsar os adeptos que acompanharam a equipa.

«São fãs especiais. Temos muita sorte em tê-los. Vou falar pessoalmente com a equipa e ver se é possível pagar-lhes os bilhetes e o que gastaram na viagem», declarou Mannone no final da partida.

De salientar que são cerca de quinhentos quilómetros entre os dois estádios, mas mesmo assim o Sunderland levou aproximadamente 2500 adeptos ao estádio do Southampton.

Mulher dá à luz quatro filhos em nove meses



Sarah Ward e Benn Smith passaram um ano a tentar ter um filho. Depois de muitas tentativas, a inglesa conseguiu enfim engravidar e, em Junho de 2013, nasceu o pequeno Freddie. O mais estranho foi o que aconteceu depois.

Pouco mais de um mês após o nascimento do primeiro filho, Sarah voltou a engravidar, o que já por si é, nos dias de hoje, relativamente raro. Mais raro ainda é engravidar de trigémeos de forma natural, mas também foi o que aconteceu.

O parto teve de ser apressado, mas em Março de 2014 nasceram mesmo (e com saúde) Stanley, Reggie e Daisy. Quatro bebés no espaço de nove meses, uma experiência que, segundo o casal, foi exaustante mas que não trocaria por nada.

Steven Tyler diz que é melhor a drogar-se do que a cantar



Steven Tyler, vocalista dos Aerosmith, admitiu recentemente que, apesar de «limpo» há cinco anos, continua a lutar contra o álcool e as drogas. «Sou um viciado que luta todos os dias. Sou melhor a drogar-me do que a fazer música. Preciso de andar sempre alerta para não cair», confessou.

Tyler recordou ainda o seu passado enquanto consumidor enquanto discursava num centro de reabilitação havaiano: «Tomei de tudo e não queria saber de nada. Magoei a minha família, os meus filhos e os meus amigos. Se não fosse os Alcoólicos Anónimos, não teria nada. E se deixarem de ir às reuniões dos AA, vão acabar por voltar ao vício».

O cantor de 66 anos lembra, contudo, que a primeira vez que frequentou um programa de reabilitação foi um autêntico pesadelo: «Aquilo não era um centro de reabilitação, era um instituto psiquiátrico. As pessoas que se sentavam ao meu lado estavam loucas».

Príncipe da Máfia (Philip Leonetti)


Príncipe da Máfia
Por: Philip Leonetti com Christopher Graziano e Scott Burnstein
Edição: Vogais
Páginas: 416
PVP: 19,99 €
Compre aqui

Está já à venda em todo o país a história real (e sangrenta) da ascensão e queda de um dos mais implacáveis impérios mafiosos da história americana.

Confira abaixo a sinopse de Príncipe da Máfia:
Esta é a história real e sangrenta da ascensão e queda de um dos mais implacáveis impérios mafiosos da história americana. No seu epicentro, dois homens: Nicodemo Scarfo e o seu sobrinho Philip Leonetti. «Little Nicky» e «Crazy Phil». O chefe e o subchefe. O rei e o príncipe.

Com mais de duas dúzias de assassínios a pontuarem o seu reinado de terror, Scarfo e Leonetti foram dois dos mais influentes criminosos do século XX. Eram intocáveis, ou assim pareciam.

Após ser preso e condenado por homicídio e extorsão, Leonetti decidiu quebrar o código de silêncio da Máfia e colaborar com as autoridades num dos processos mais famosos contra o crime organizado. Os seus testemunhos ajudariam a condenar o seu próprio tio e dezenas de outros mafiosos, incluindo chefes poderosos como John Gotti ou Vincent Gigante.

Príncipe da Máfia é a história contada pelo próprio Leonetti, que vive há duas décadas com uma nova identidade, ao abrigo do Programa de Proteção de Testemunhas dos EUA. Se fosse um filme de Hollywood, seria uma mistura de O Padrinho e Tudo Bons Rapazes, com pinceladas de Casino, Donnie Brasco e Os Sopranos. Mas isto não é um filme. Isto aconteceu mesmo. Isto é a realidade.

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Concurso de Miss Hitler é cancelado depois de protestos



Miss Hitler. Sim, leu bem. Há mesmo um concurso destinado a encontrar a simpatizante nazi mais bonita da Internet. Ou havia. Isto porque, depois de inúmeras queixas por «promoção à violência», o concurso foi aparentemente cancelado.

A ideia foi anunciada numa popular rede social russa, Vkontakte, e chegou a ter mais de 24 candidatas e 7.500 seguidores. A competição estava aberta a jovens mulheres que odiassem judeus e publicassem fotografias sensuais acompanhadas de um comentário onde explicassem por que adoravam Adolf Hitler.

No final, a candidata cuja imagem obtivesse mais likes conquistaria o título de Miss Ostland (título oficial da competição) e receberia uma série de acessórios de temática nazi, incluindo suásticas e brasões.

Taylor Swift diz-se alvo de críticas sexistas



Numa entrevista recente a um programa de rádio australiano, Taylor Swift afirmou-se alvo de críticas sexistas. Refere-se a jovem cantora ao facto de as suas letras serem com frequência consideradas demasiado femininas ou exageradas de um ponto de vista romântico.

«Acho essa perspectiva muito sexista. Ninguém diz o mesmo sobre o Ed Sheeran ou o Bruno Mars. Eles escrevem músicas sobre as ex e actuais namoradas, sobre as suas vidas amorosas, e ninguém vê problema nenhum nisso», desabafou Swift, acrescentando que «o mais importante para mim é manter a minha integridade artística, o que significa que, enquanto letrista, continuarei a escrever sobre a minha vida».

A cantora impõe uma única restrição à sua liberdade criativa: «Nunca digo o nome de ninguém. Se alguém disser que um determinado tema é sobre alguém em particular, é mera especulação».

Filme d'Os Maias aumenta em 48% as vendas do livro



Pode um livro com 126 anos experimentar um súbito aumento nas vendas? Claro que sim, principalmente quando tem uma adaptação cinematográfica que alcança, em poucas semanas, o título de filme português mais visto do ano.

Falamos evidentemente de Os Maias, clássico de Eça de Queiroz, que, segundo a FNAC, viu as suas vendas aumentar em 48% desde a estreia da adaptação cinematográfica de João Botelho.

«Enganei-me e fiz um blockbuster», admitiu já o realizador, e apesar de ser há muito dado nas escolas, parece que o livro se fez à boleia e ganhou um novo fôlego nas livrarias nacionais.

Fim-de-semana português começa às 13h45 de sexta-feira



Segundo um estudo recente da Budget Rent a Car, os portugueses «desligam» do trabalho e começam a pensar no fim-de-semana às 13h45 de sexta-feira. As tardes deste dia são, por isso, muito pouco produtivas.

A empresa realizou, na sua investigação, cerca de sete mil entrevistas em Portugal, Espanha, França, Itália, Alemanha, Holanda e Reino Unido, e a verdade é que, analisando os resultados, nem somos os piores.

Nuestros hermanos, por exemplo, iniciam não-oficialmente o fim-de-semana às 10h10 de sexta-feira, o que parece trazer algum sentido a quem defende encurtar a semana laboral regular para quatro dias. Já os italianos, mais empenhados, só começam a pensar no fim-de-semana às 19h36 de sexta.

Mais informações em TVI 24.

"Twin Peaks" também regressará como livro



Depois de confirmada uma nova temporada de nove episódios de Twin Peaks, 25 anos após a transmissão original, é agora anunciado o lançamento de um livro baseado na icónica série televisiva de David Lynch.

O livro chamar-se-á The Secret Lives of Twin Peaks, será escrito pelo co-criador Mark Frost e cobrirá as vidas dos personagens mais relevantes da série ao longo dos últimos 25 anos.

«Este é há muito um projecto de sonho meu que trará à vida novos aspectos do mundo de Twin Peaks, para velhos e novos fãs. Não podia estar mais entusiasmado», declarou Frost.

Este não é o primeiro livro nascido a partir da série. Entre a primeira e segunda temporadas, Jennifer Lynch, filha de David Lynch, publicou The Secret Diary of Laura Palmer (lançado em Portugal com o título O Diário Secreto de Laura Palmer), que se tornou uma obra de culto para os fãs da série e não só.

Um, Dó, Li, Tá (M. J. Arlidge)


Um, Dó, Li, Tá
Por: M. J. Arlidge
Edição: Topseller
Páginas: 336
PVP: 19,00 €
Compre aqui

A Topseller acaba de publicar o romance de estreia de M. J. Arlidge, produtora de um grande número de séries criminais passadas em horário nobre no Reino Unido.

Confira abaixo a sinopse de Um, Dó, Li, Tá:
Uma jovem rapariga surge dos bosques após sobreviver a um rapto aterrador. Cada mórbido pormenor da sua história é verdadeiro, apesar de incrível. Dias mais tarde é descoberta outra vítima que sobreviveu a um rapto semelhante.

As investigações conduzem a um padrão: há alguém a raptar pares de pessoas que depois são encarcerados e confrontados com uma escolha terrível: matar para sobreviver, ou ser morto.

À medida que mais situações vão surgindo, a detetive encarregada deste caso, Helen Grace, percebe que a chave para capturar este monstro imparável está nos sobreviventes. Mas a não ser que descubra rapidamente o assassino, mais inocentes irão morrer…

Um jogo perigoso e mortal num romance de estreia arrebatador e de arrasar os nervos, que lembra filmes como Saw — Enigma Mortal e A Conspiração da Aranha.

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Marina Lima posou nua por prescrição médica



A cantora brasileira Marina Lima revelou este fim-de-semana a estranha razão que a levou a aceitar, em 1999, uma proposta da Playboy para posar nua para a publicação: prescrição médica.

«O doutor Arnaldo [Goldenberg] disse que seria bom para eu sair da toca. Foi prescrição médica. E deu certo», admitiu Marina, que tinha, na altura, 44 anos e enfrentava problemas pessoais de auto-estima.

Simone Freitas, psicóloga da Santa Casa de Misericórdia do Rio, concorda com o «tratamento» receitado à actriz: «Provavelmente, as fotos foram uma oportunidade para Marina se ver como nunca tinha se visto. De ver suas qualidades e começar a gostar mais de si mesma».

A terapeuta realça ainda a importância de aumentar a auto-estima no tratamento de depressões, dando exemplos concretos de comportamentos comuns na actualidade: «Tenho uma paciente que gosta de publicar fotos dela nas redes sociais. Os likes dos amigos fazem com que ela se sinta melhor».

Mark Zuckerberg foi "pessoa que não importa" na CNN



Mark Zuckerberg, fundador do Facebook e um dos homens mais ricos do mundo, foi considerado, em 2006, uma das «dez pessoas que não importam» num artigo da revista Business 2.0 da CNN. O artigo referia que uma rede social não era mais que uma moda passageira e que não havia forma de o Facebook ultrapassar o «gigante» MySpace.

«No empreendedorismo, o timing é tudo», começava o artigo. «Por isso damos crédito a Zuckerberg por lançar o seu directório social para universitários quando a mania das redes sociais estava a arrancar. [...] Mas há que saber quando pegar no dinheiro e fugir. Na Primavera passada, o Facebook terá supostamente recusado uma proposta de compra no valor de 750 milhões de dólares, pedindo antes dois mil milhões. Má jogada. [...] O MySpace é agora o segundo sítio mais popular da Internet. O Facebook também está a crescer, mas dado que o MySpace chegou aos 80 milhões de utilizadores, é difícil imaginar que alguém venha a pagar milhares de milhões por um sítio secundário.»

A Chave de Salomão (José Rodrigues dos Santos)


A Chave de Salomão
Por: José Rodrigues dos Santos
Edição: Gradiva
Páginas: 624
PVP: 22,00 €
Compre aqui

A Chave de Salomão é o novo romance de José Rodrigues dos Santos e estará à venda a partir de dia 23 de Outubro.

A apresentação está marcada para 25 de Outubro, pelas 17h00, no auditório 1 da FIL, Parque das Nações, na Rua do Bojador, junto ao pavilhão Atlântico, em Lisboa. O romance será apresentado pelo psiquiatra Mário Simões e pelo físico Pedro Ferreira. A sessão de lançamento será precedida pela encenação de um excerto do livro pela companhia de Teatro Fatias de Cá.

Confira abaixo a sinopse de A Chave de Salomão:
O corpo de Frank Bellamy, o director de Tecnologia da CIA, é descoberto no CERN, em Genebra, na altura em que os cientistas procuram o bosão de Higgs, também conhecido por Partícula de Deus. Entre os dedos da vítima é encontrada uma mensagem incriminatória.

The Key: Tomás Noronha

A mensagem torna Tomás Noronha o principal suspeito do homicídio. Depressa o historiador português se vê na mira da CIA, que lança assassinos no seu encalço, e percebe que, se quiser sobreviver, terá de deslindar o crime e provar a sua inocência. Ou morrer a tentar.

Começa assim uma busca que o conduzirá às mais surpreendentes descobertas científicas alguma vez feitas.

Será que a alma existe? O que acontece quando morremos? O que é a realidade?

Com esta empolgante aventura que arrasta o leitor para o perturbador mundo da consciência e da natureza mais profunda do real, José Rodrigues dos Santos volta a afirmar-se como o grande mestre do mistério. Apesar de ser uma obra de ficção, A Chave de Salomão usa informação científica genuína para desvendar as espantosas ligações entre a mente, a matéria e o enigma da existência.

"Metástasis" é "Breaking Bad" em versão da Colômbia



O Breaking Bad está de volta. Mas chama-se Metástasis. E é falado em espanhol. E Jesse Pinkman é José Miguel Rojas. E, em vez de Bryan Cranston e Aaron Paul, há Diego Trujillo e Roberto Urbina.

Pronto, não é bem Breaking Bad, mas antes uma adaptação colombiana da popular série, produzida pela Sony para o mercado sul-americano.

A premissa e enredo central mantêm-se, mas alguns detalhes da história foram alterados para se adequarem à realidade sul-americana.

Confira abaixo o trailer de Metástasis.



Luísa Fidalgo eleita Melhor Actriz em Festival de Dublin



A portuguesa Luísa Fidalgo foi eleita Melhor Actriz Principal no Dublin International Short Film and Music Festival, um dos principais festivais de curtas-metragens do mundo.

O reconhecimento chegou-lhe através da interpretação na curta Maria, que estava também nomeada nas categorias de Melhor Realizador (Mariana Marques) e Melhor Actriz Secundária (Joana de Viana).

Luísa Fidalgo é igualmente a criadora e protagonista de The Coffee Shop Series, uma série de breves histórias passadas em diferentes coffee shops.

Confira abaixo o trailer de Maria.



Susana Cardoso Ferreira vence Prémio Maria Rosa Colaço 2014



A obra Viagens de Chapéu – As Invenções e Indecisões de Dona Amélia Longor, de Susana Cardoso Ferreira, é a grande vencedora da nona edição do Prémio Literário Maria Rosa Colaço, este ano dedicado à literatura juvenil.

A autora tem já dois livros publicados, Minas, O Lápis Professor (2008) e Os Pés Mágicos de Jeremias (2010), ambos publicados na Oficina do Livro.

O Prémio Literário Maria Rosa Colaço foi instituído pela Câmara Municipal de Almada, com o objectivo de homenagear a ilustre escritora e incentivar a criatividade literária, premiando obras inéditas de autores portugueses nos domínios da literatura infantil e juvenil.

domingo, 19 de Outubro de 2014

Dakota Johnson impede a família de ver o seu novo filme



Dakota Johnson, estrela do filme mais antecipado de 2015, a adaptação cinematográfica do bestseller erótico de E. L. James, Fifty Shades of Grey, pediu aos pais (e à avó) para não o verem quando este estrear.

A actriz de 25 anos terá dito à família que o filme é bastante explícito e que não se sentiria bem se a vissem em cenas tão ousadas, isto apesar de até provir de uma família de actores: Melanie Griffith é a mãe, Don Johnson o pai e Tippi Hedren a avó. Só Stella Banderas, meia-irmã de Dakota, tem permissão da actriz para ver o filme.

A participação de Dakota Johnson em Fifty Shades of Grey tem-lhe, de resto, valido alguns dissabores familiares. Segundo o Express, Melanie Griffith foi mesmo a única a apoiá-la na decisão de interpretar Anastasia Steele, tendo também já confirmado que acederá ao seu pedido e não assistirá ao filme.

Don Johnson, por outro lado, afirmou publicamente que «não é um tipo de filme que me atraia» e que o papel da filha é «assustador». Já Tippi Hedren limitou-se a dizer: «Vi o trailer. É tudo o que irei ver. Sei que o meu antigo genro está muito aborrecido com a participação [da Dakota] no filme. Foi mais ou menos o que senti».

sábado, 18 de Outubro de 2014

"Annabelle" retirado dos cinemas à conta de desacatos


Está actualmente a ser exibido nos cinemas portugueses, mas já foi banido dos franceses. Falamos de Annabelle, filme de terror centrado numa boneca de cerâmica amaldiçoada. Depois de uma série de desacatos ocorridos nas salas de exibição, em Marselha, Estrasburgo e Montpellier, a película foi oficialmente banida em França e espalharam-se cartazes por diversos cinemas a referir que não será mostrada até nova ordem.

Não são, por enquanto, conhecidas as razões que levaram o público dos diversos cinemas franceses a comportarem-se «como animais», segundo os jornais franceses, atirando pipocas, importunando outros espectadores e tentando destruir as cadeiras da sala, mas parece que, pelo menos em França, o filme realizado por John R. Leonetti está mesmo amaldiçoado.

sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

Eva Green no Calendário Campari 2015


Eva Green é a protagonista do célebre calendário Campari de 2015, seguindo os passos de mulheres como Uma Thurman ou Penélope Cruz.

A estrela de Sin City: A Dame to Kill surge na capa do calendário com um longo vestido vermelho, junto a uma roda gigante inscrita com uma série de números que simbolizam datas vitais da história da Campari. A garrafinha aos pés também não podia faltar, é claro.

O calendário foi fotografado por Julia Fullerton-Batten, que assim se tornou a primeira mulher a fotografar um destes trabalhos anuais da marca.